sábado, 13 de dezembro de 2008

About Trolls and Cherry Trees

Agarrou o peito com a mão quando sentiu o coração doer a ponto de não poder respirar.
Tudo se repete e tudo se remete ao mesmo ponto onde parei anteriormente.
E quanto mais longe eu vou, maior é o buraco
E quanto mais eu tento, mais sentido deixa de fazer
E eu não grito
EU NÃO GRITO!
Reprimo o som na garganta e mantenho a face como é.
Porque assumir é o primeiro passo para a recuperação.
E se eu esquecer isso, se eu esquecer agora, não vai sobrar nada de você.
Mas se eu continuar te esperando, não vai ter muito de mim pra onde voltar.

7 comentários:

  1. seria esse o preço da espera?

    Eu gosto muito do que tu escreve Ju (posso te chamar assim?)

    ResponderExcluir
  2. Por mais sem chão que nos encontremos, sempre escolha não se esquecer, até a mais profunda dor faz parte de nós e com elas aprendemos e crescemos mais do que com os sorrisos perdidos em momentos de felicidade.

    Parabéns, July, como sempre magnifico.

    ResponderExcluir
  3. "Mas se eu continuar te esperando, não vai ter muito de mim pra onde voltar.": pelo menos ainda há algo de ti...
    Adorei. Lindo.
    Aiai...
    Beijos


    P.S.: Linkada!!!

    ResponderExcluir
  4. é eu n grito...
    e n grito...
    pq assumir é o primeiro passo...
    e eu n dei esse passo...
    por isso que n me recupero...
    adorei...

    ResponderExcluir
  5. Querida Ju, conheci teu blog há pouco tempo, mas já viciei, por isso te ofereço dois selos que estão lá no meu blog para presentear o teu, que é tão bom!
    Beijos

    ResponderExcluir

speak your mind