domingo, 28 de fevereiro de 2010

Três Coisas Sobre o Amor


Me decepciono com você, amor.
Mais uma vez, não trouxera seu cavalo branco, ou rosas vermelhas, ou sua armadura brilhante de cavaleiro.
Vieste montado numa lambreta vagabunda, sem trocados no bolso e com sua jaqueta jeans surrada.
Ao invés de belas juras de devoção eterna e trocas de palavras de amor, só o que ouço são esquivas, jatos de meias-desculpas e covardia.
Não beijou meus lábios, nem descansou a mente no aroma de meus cabelos. Escancarou as portas sem cautela e despejou seu carma de chumbo em minhas mãos - trancado à cadeados, para que eu não pudesse espiar.
Esperava por estrelas, fui recebida por luzes artificiais.
Começo a temer, enfim, o momento em que esperar pelo meu príncipe esteja fora do meu controle. Então, após a perda da última esperança, aceitarei qualquer oferta pelo medo da solidão.


Que será imperfeito todas as vezes, estou cansada de saber.
Mas quem pode me julgar por sonhar?
--


Não me venham com sermões. Se tivesse em mim qualquer partícula que se contentasse em cessar as buscas, o tão falado 'amor' estaria na pilha de planos arruinados. Lidaria com falta dele comprando um gato, quem sabe. Chamaria-o de LOL e viveríamos por poucos anos, até que a morte por excessos me levasse dessa pra próxima. Mas em minha essência jaz a necessidade pela fantasia. Pelo amor incondicional, pelas mãos dadas, pelo afago nos cabelos, pelo beijo demorado, os suspiros encantados, segredos sussurrados, pela primeira aventura - úmida, quente e intensa. Quero isso e muito mais, e quero perfeito. Quero com alguém que me prenda com o olhar, que tenha debaixo das mangas, uma carta nova a cada dia, cujo sorriso me deixe tonta e que me cause desejo em sua forma física e mental. Resumo: quero demais. E talvez isso me custe a eternidade, mas me arrependeria muito mais se não o esperasse.


--
~ Two Is Better Than One - Boys Like Girls + Taylor Swift

I remember what you wore in our first date
You came into my laugh
And I thought "hey you know this could be something"

Cause everything you do and words you say
You know that it all takes my breath away
And now I'm left with nothing

Cause maybe it's true that I can't live without you
Maybe two is better than one
There's so much time to figure out the rest of my life
And you've already got me coming undone
And I'm thinking two is better than one

I remember laughing looking upon your face
The way you roll your eyes, the way you taste
You make it hard for breathing

Cause when I close my eyes I drift away
I think of you and everything's ok
I'm finally now believing

Maybe it's true that I can't live without you
Maybe two is better than one
There's so much time to figure out the rest of my life
And you've already got me coming undone
And I'm thinking two is better than one, Yeah, yeah


3 comentários:

  1. gatos não resolvem, experiência própria! (y)

    já puxei teu saco em relação ao texto no msn, nem comentarei mais nada, sou sua fã, beijos :*

    ResponderExcluir
  2. O amor é uma das únicas utopias que nunca devemos abandonar, pois é ele que trás sentido a essa vida humanamente regrada e cronometrada.
    Eu posso sofrer de amor mil vezes e mesmo assim nunca vou me arrepender de um unico momento onde vive com plenitude esse sentimento.

    como sempre, belissimo texto July.

    ResponderExcluir
  3. Deixarei minha teoria depois. Mas tem um ditado idiota: "enquanto não acho o homem certo, me divirto com os errados"
    E sim, citar essa filosofia de botequim é sinal de sono.
    Mas você ja faz uma ideia do que penso.

    ResponderExcluir

speak your mind